15 de out de 2010

A luz me assusta. E, acompanhando-a, o som. E meu coração dispara, reação natural.

Foi perto demais. E os sustos somam-se ao medo de não te ver hoje, o medo da solidão no meio de tanta gente que, assim como eu, assusta-se com a luz e com o som.

Mas meu coração se acalma, a chuva se transforma em chuvisco e não há mais tanta neblina do lado de lá. E eu vou voltar pra onde eu estava te esperando, pra ver se te encontro e mato essa saudade que agora me assusta bem mais que a luz e o som.

2 comentários:

Natália disse...

Tenho mais medo da saudade do que do escuro. beijo

Nayla M. disse...

Tenho mais medo da luz do que da saudade. Já me acostumei :\