22 de nov de 2010

Só um desabafo que não cabe mais no peito

I lied. Not about everything, but I did. Joguei palavras ao vento só por saber que era o que querias ouvir, porque essa era a fala do personagem que eu acostumei a interpretar. Concordei em decorar meu texto e reproduzir pra platéia, que eu sabia que também esperava o mesmo.

Naquele tempo, e mais intensamente agora, não acreditei tanto nas palavras que eu escrevi. Aquele texto não era de um todo verdadeiro. I just didn't wanna disappoint you, not again. E preferi te iludir com palavras bonitas a olhar nos teu olhos e dizer o que realmente sentia.

Podes até não ter percebido, mas indiretamente havia tanta expectativa por trás daquele simples 'don't care about it', expectativa que também existia nos olhos ao redor, sempre esperando algo mais de mim. Porém aquele menino que era o orgulho da família sempre foi um menino normal que, assim como qualquer outro, supera expectativas mas decepciona, cai mas levanta, porque sabe que cair faz parte e levantar é preciso quando se busca algo maior.

Don't know if someday I'll be brave enough to tell you that I wrote this for you. Ou se vou ser capaz de te pedir pra chegar mais perto, pronto pra te contar: eu menti. Mas não assim tão seco, do jeito como comecei esse texto. É cruel demais, até pra mim, que teve coragem de mentir pra quem merecia minha sinceridade.

7 comentários:

writer. disse...

As vezes estamos tão encantados com a perfeição de uma pessoa que tentamos mostrar à ela que também somos perfeitos, e aí as mentiras vem como o vento. Mas nunca é tarde para dizer que erramos e continuar tudo à partir do momento em que ainda era sincero.

Quareesma disse...

não irei te julgar ou condenar, afinal de contas quem é que não mente, né?! às vezes mentimos não por maldade ou má intenção e sim porque temos medo de algo ou preocupação. às vezes a mentira é mais verdadeira que a verdade. talvez tudo que eu disse ou vá dizer não faça efeito, mas sei lá, eu gosto de participar de textos que não são meus - é mais fácil ;x
o primeiro passo você já deu, ao reconhecer que mentiu, se acha que essa atitude foi errada, vá atrás e tente consertar ou então só esperar, porque às vezes na tentativa de consertar pioramos tudo .-.

em tudo, boa sorte (:

beijas, seu lindo :*

Betina. disse...

Às vezes mente-se para que as coisas pareçam com uma realidade idealizada. Te entendo.





beijobeijo ;*

mafalda fernandes ♥ disse...

Gostei vou seguir *

fabiana s disse...

obrigada. :)

Quareesma disse...

em breve seu alguém vai chegar ;)

beijas, lindo :*

Nayla M. disse...

rennan, tu sabes que eu gosto muito das coisas que escreves, já falei isso milhares de vezes u.u, por isso te indiquei ao prêmio dardos, pra ratificar a qualidade das tuas palavras, é só ir no meu blog pra pegar o selo :)
beijos carinhosos
(e não faz mais isso,acima de qualquer medo está o direito de alguém em saber a verdade :/, de coração)