15 de dez de 2010

Até lá, vou conversando com...

Por mais que eu me preocupe com o que deve ser feito, ainda não sei se o será.

Só depende de mim e eu dependo de muita coisa. E até a coragem se transformar em atitude, leva tempo. Assim como aconteceu em outros momentos em que a mesma coragem se fez necessária, mas - ai! - se converter em atitude que é bom...

Ajudaria muito encontrar um catalisador, o que com certeza me pouparia tempo. Porque tempo é dinheiro e dinheiro é essencial atualmente. Só que meu caso não é dinheiro. 

E bem sabes disso.

5 comentários:

Quareesma disse...

no meu caso são os dois: tempo e dinheiro.
(hihi)

só o fato da coragem aparecer é meio caminho, o resto vem num piscar de olhos ;)

beijas, seu lindo meu :*

Deyse Batista disse...

Isso me soou procrastinação pura. Bem o meu caso em especial hoje, vale constar. Mas amanhã eu acho esse catalizador... A gente não pode ficar assim pra sempre, né?
Beijos.

Tamires Buliki. disse...

Que indecisão! Mas vai lá, segue eu coração!
Beijo.

Thaís A. disse...

é complicado. o melhor a fazer é tomar uma atitude, e uma postura para lutar pelo o que quer.

Suzi C. Lima disse...

Se só depende de você...então, o que está esperando? Por que a indecisão?

A terceira parte do conto já foi publicada, confira:
http://emyhouse.blogspot.com/2010/12/ferias-interrompidas-3-parte.html