14 de jul de 2011

Drinks and talks

Dorme. Eu te entendo, em tese. Nunca peguei um porre, nem tive ressaca. Mas tenho uma noção do que possa ser e já ouvi muitas histórias. Dorme. Alguns dizem que todo mundo precisa tomar ao menos um porre na vida, pra ser vida. Ponto de vista, pra mim.  Não é que não bebo, não sou de ferro. Mas não simpatizo com a ideia de beber-pra-esquecer-meus-problemas. Eu quero mais é lembrar desses momentos em que geralmente estou em boa companhia, bebendo pra celebrar... Não, deita, é melhor. Pois é isso que eu acho. Precisas ir ao banheiro? Não 'tô te julgando. É como te falei: questão de opinião, ponto de vista. Não é por pensar diferente que eu vou deixar de falar contigo, né? (...) Ah, não sei se vais lembrar algo amanhã, mas nem pensa nisso agora. Tua cabeça deve estar rodando, tonto... 'Tá tudo bem, 'tô aqui. Claro que lembro quem és, eu 'tô sóbrio. Cuido, sim. Só se me prometeres fechar os olhos e dormir. Amanhã a gente conversa...

Um comentário:

Gustavo Aguiar disse...

Simplesmente amei.me identifiquei com a historia.Muito linda.Renan, seu lindo, orgulho de ti. *-*