16 de jan de 2010

Diálogo entre dois amigos.

- Obrigado pelo voto de confiança. Eu também confio em ti.
- Cara, tu já parou pra pensar que tudo só depende da gente??
- É, esse é o meu medo.
- Ás vezes, a gente se cobra demais.
- Ás vezes, a gente esquece de se cobrar, isso acontece também.
- Que bom que não é o nosso caso.

Risos, mas o outro continua pensativo...

- Depende do ponto de vista. Muitas pessoas me vêem como uma pessoa estudiosa, mas eu não sou assim.
- Não depende de nada.
- Não depende?
- Não é o fato de ser estudioso, é saber o que estudar. Olha eu.

Os dois riem.

- Olha você.

Silêncio.

- Qual o teu maior medo?

Silêncio de novo.

- Meu maior medo é de um dia não sentir medo.
- E você sente medo do quê?
- Já respondi.
- Você disse qual é o maior, quero saber os outros.
- A forma que posso morrer. Não de morrer, mas da forma.
- Entendi. Não tenho muito medo disso, só não quero que doa muito.

Risos.

- Sabe, eu tava pensando o que vai acontecer quando meus amigos e eu tomarmos caminhos diferentes. Tenho medo de não vê-los mais.
- Pra quê existe msn???

Risos.

- Mas mesmo com toda essa tecnologia alguns se vão.
- Mas voltam.
- Será? Ainda tenho minhas dúvidas.
- Seja confiante.
- Estou sendo realista.
- Ás vezes, a realidade é distorcida. Mantenho a esperança sempre.
- Eu tento, mas nem sempre consigo.
- Argh, queria te dar uma bofetadas agora!
- Acho que mereço umas.

Nenhum comentário: