7 de ago de 2010

I didn't know if you knew, so I'm taking the chance to say ♪

Sou inseguro, às vezes. É normal, quer dizer, sou humano. Também sou um pouco tímido, me complico ao expressar meu ponto de visto (ou o que sinto) vez ou outra. É por isso que eu escrevo, é uma maneira mais fácil de fazê-lo, não atropelo palavras, não empaco, sou mais direto e melhor compreendido.

Vou começar pela parte mais importante: EU TE AMO! Deve ter sido por timidez, provavelmente, que eu te disse isso poucas vezes. Ou talvez por pensar que não era preciso dizer, óbvio demais. Mas, de uns tempos pra cá, percebi que não é bem assim, percebi que dizer essa frase (verdadeira) é como abraçar: quanto mais, melhor. (E por falar em abraços, nunca te disse o quanto eu gosto dos teus, reconfortantes e protetores.)

Outra parte muito importante que eu preciso te dizer: DESCULPE-ME! Por todas as vezes que eu não te escutei, por todos os erros que cometi (e podiam ser evitados de alguma forma), por todas as vezes que te magoei, direta ou indiretamente, por, às vezes, não reconhecer todos os sacrifícios diários que fazes por mim... DESCULPE-ME! DESCULPE-ME!

OBRIGADO! Por todas as vezes que me ajudaste quando eu precisei e por todos os sacrifícios diários que fazes por mim e eu (idiota) não agradeço. OBRIGADO! OBRIGADO! OBRIGADO!

Pode ser que apenas um singelo texto não seja suficiente para expressar tudo o que sinto e tenho pra dizer, mas achei uma ótima forma de te falar/escrever e pra quem quiser ouvir/ler que você é O MELHOR PAI DO MUNDO! Ah, esses clichês são tão verdadeiros...

2 comentários:

Raphaela Nazaré disse...

Eu também já senti isso que estás sentindo, e me perguntava pq?? até que descobri que isso tudo era CRESCER... parabéns... Te amo coisa magrela da minha vida... vais ser sempre meu priminho...

тαуиα Ѽ disse...

que lindo seu texto. de inicio eu pensei que era pra um namorada. IOWEOWIUE. Pai é tudo; e você ta de parabéns pelo blog. *-*