1 de ago de 2010

Leveza

Eu me sentia mais leve ali, como se o ar que eu respirasse fosse diferente do que eu estava acostumado a inalar. E realmente o era. O ar do dia-a-dia era carregado de preocupações, deveres e estresse. Mas agora eu respirava um ar puro, minha respiração era mais leve.

E ainda tinha a parte mais bonita, aquela luz que, pouco a pouco, começava a desaparecer, trazendo a noite. O pôr-do-sol era de longe o mais bonito que eu já tinha presenciado, iluminado e inundando e me deixando cada vez mais leve.

Ah, leveza! Onde estás quando eu mais preciso de ti? Por que foges quando eu preciso te abraçar? Onde te escondes quando tudo que eu procuro és tu? Agora eu já sei onde te encontrar, aqui.

5 comentários:

Thaís A. disse...

seus posts me deixam leve, já falei, né? rs *-*

Mariana Lopes disse...

tem lugares que, só em estarmos nele, já nos faz sentir mais leves, mais calmos. e é bom visitar esses lugares de vez em quando.

тαуиα Ѽ disse...

que lindo cara *-*
to te seguindo :)

anne biah disse...

É, isso acontece em alguns lugares. E quando eu não posso estar nesses lugares eu fecho os olhos e tento imaginar que estou neles. Um dia ainda escrevo sobre isso /hm

Anna Beatriz disse...

Ahh, eu também procuro essa leveza =B